segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

RECEITA PARA A MORTE - NERO BLANC

Sinopse: O livro traz cinco deliciosos contos que agradam tanto aos leitores de romances policiais quanto aos aficcionados por palavras cruzadas. Cheios de suspense, humor e mistérios, os casos serão solucionados com a resolução das palavras cruzadas encontradas no final de cada história. Uma perfeita combinação de leitura prazerosa e exercício de 
inteligência.

Páginas: 152

Link: Skoob

Avaliação (1 a 10): 6

Comentário: Eu achei bastante interessante a idéia do livro, eu adoro palavras cruzadas e gostei bastante de mesclar isso com a leitura. Achei alguns dos contos meio bobinhos, mas na maioria são bem interessantes. Não tem tanto suspense quanto eu achei. 

Resenha: O livro é dividido em cinco contos. Todos eles com os mesmos protagonistas em diferente situações. Belle e Rosco, casados, a primeira perita em palavras cruzadas e o segundo é detetive particular. Todos os contos são casos misteriosos que são solucionados ao se resolver a cruzadinha. É uma leitura bem light. 
Conto Um: As tão sonhadas férias. Rosco e Belle estão de férias, prometeram um ao outro  nem pensar em trabalhar. Chegando ao hotel Belle é procurada por um antiquáro que desconfia ter comprado uma falsificação. Ele está crente que a resposta está em uma palvra cruzada, que foi entregue junto com o objeto em questão. Pede ajuda então a Belle, para que ela resolva. Ela tenta se esquivar e vai adiando, já que tinha prometido a Rosco não tocar em uma palavra cruzada durante as férias. Convence então Rosco a participar de um almoço em que os três discutiriam o caso. Rosco já desconfiado de que o tal antiquário esteja querendo passar a perna em um de seus amigos, que também são antiquários, decide então participar do almoço e tira então suas próprias conclusões.
Conto Dois: Receita para a morte. Belle e Rosco decidem passar um final de semana descansando em uma pousada. Durante o jantar percebe um grupo de amigos que segundo os proprietários da pousada sempre se reúnem lá naquela época do ano. Era uma tradição já. Porém, esse ano um dos casais que participam de tal encontro não compareceram, uma decisão de última hora. Durante a primeira noite na pousada um dos senhores deste grupo é encontrado morto, dentro do quarto. A primeira suspeita é que tenha sido ataque cardíaco. Rocco, já acostumado a cenas de crime desconfia da veracidade. Após juntar algumas pistas e solucionar as palavras cruzadas, deixada pelo casal que não compareceu, conseguem então desvendar o mistério.
Conto Três: A herança da tia Meg. Rocco é convocado por um amigo, sua tia havia morrido e ele estava incoformado com a divisão da herança. Pede ajuda a Rocco para contestar o testamento. O primeiro testamento de tia Meg deixava toda sua herança para seu irmão, que falecera poucos meses antes. Entre a morte de seu irmã e a dela própria ela falava o tempo todo em mudar o testamento e deixar tudo para seu sobrinho Steve, amigo de Rocco. Dessa forma tia Meg sabia que deixaria toda sua história segura, que não haveria risco da esposa de seu irmão, interesseira e cruel, desfazer de tudo o que ela conquistou com tanto esforço. Tia Meg era apaixonada por palavras cruzadas, então Rocco tem a idéia de procurar pistas na coleção que ela mantinha. Com muito esforço conseguem então solucionar o caso.
Conto Quatro: A parada dos mascarados. Belle e Rosco são chamados para desvendar um mistério. Durante um tempo, um bandido enviada pistas para a polícia de como capturar outros bandidos. Todas as pistas eram entregues em formas de palavras cruzadas. Ele então apareceu morto pois tinha sido descoberto como dedo duro. Antes porém deixou uma ultima dica, de um crime que aconteceria na Parada dos Mascarados, uma festa tradicional da cidade. Belle então soluciona as palavras cruzadas e no ultimo momento percebe algo que tinha deixado passar. Soluciona então todo o mistério.
Conto Cinco: Um fantasma de natal. Belle e Rosco visitam uma amiga recém casada, que comprou uma casa dita mal assombrada. A medida que vai descobrindo a historia da casa e da cidade, Belle vai encontrando pedaços de uma antiga palavra cruzada. Achando que era brincadeira de seus amigos não dá muita bola. Quando percebe a profundidade da situação soluciona o grande mistério que rondava a casa, libertando também seus espíritos mal assombrados.

Thaís Silveira Venzel

2 comentários:

  1. Esse não é exatamente meu tipo de livro, mas parece ser bacana. Acho que se fosse meu tipo de leitura daria uma chance, mas como não é...

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo! :)
      Você curte mais qual tipo de histórias?

      Excluir